As obras apresentadas nesta exposição desenvolvem-se a partir do uso da linha como elemento primordial na criação da imagem, utilizando o desenho para tecer visualidades que sugerem texturas e movimentos de maneira contínua. O artista, em sua jornada de 20 anos de pesquisa, encontra na linha uma forma de capturar a essência da natureza, propondo infinitas formas de criação imagética através de combinações inesgotáveis. A natureza, como matriz de todas as paisagens, inspira uma investigação profunda, buscando novos meios de compreensão e uma aproximação sensorial, imagética e emocional com o ambiente. Nesta busca, Dante conecta técnicas de pintura e desenho com imagens da natureza, explorando a paisagem como um conceito dinâmico e multifacetado. Algumas obras, de execução gráfica rebuscada e ornamental, evocam uma beleza que pode também suscitar vertigem e desconforto; uma ambiguidade entre prazer e angústia que enriquece a experiência estética, convidando o observador a um mergulho mais profundo e reflexivo sobre si mesmo e sua presença no mundo.

 

Vídeo em LIBRAS:

https://youtu.be/etnhO9LqYeo